Justiça alemã diz que governo não pode jogar custo climático para jovens e deve criar plano até 2022

Numa decisão história, a justiça da Alemanha afirmou que os custos para evitar as mudanças climáticas não podem ser jogados para as próximas gerações – e determinou que o governo alemão tem até o fim de 2022 para apresentar metas detalhadas para a redução das emissões a partir de 2031.

 

Anteriormente, a primeira-ministra alemã, Angela Merkel, tinha assumido o compromisso de cortar, até 2030, 55% das emissões tomando como ano-base 1990. E teria até 2050 para zerar as emissões. A lei, entretanto, não detalha como o objetivo seria alcançado a partir de 2031.

 

Segundo o entendimento da justiça, ao não criar um plano para chegar ao “carbono zero”, o governo alemão jogava o fardo para as gerações futuras, o que contraria a constituição do país.

 

As informações são da Folha de São Paulo. O texto completo pode ser lido aqui.

GOSTOU? COMPARTILHE:

Compartilhar no email
E-mail
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp