Convergência pelo Brasil, contra a mudança climática

Mudança climática afeta nível de reservatórios de hidrelétricas brasileiras

Mesmo com a atividade econômica fraca e demanda de energia longe do pico, reservatórios de usinas hidrelétricas estão enchem mais. Segundo especialistas, a culpa é o aquecimento global.

 

“É notório que a velocidade de recomposição dos reservatórios se alterou ao longo do período, não só pelo efeito de menor volume de chuvas, mas também em decorrência do gradual e consistente aumento de temperaturas em razão do aquecimento global, que por sua vez interfere nos dados temporais de evaporação”, diz Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE).

 

A afluência que chega às hidrelétricas registrada entre 2016 e 2020 está abaixo da média registrada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) em 90 anos: 85,6% no Sudeste/Centro-Oeste (considerada a principal caixa d’água do país), 49,3% no Nordeste, 88,4% no Sul e 76,2% no Norte.

 

As informações são do jornal Valor Econômico. O texto completo pode ser acessado aqui.

GOSTOU? COMPARTILHE:

Compartilhar no email
E-mail
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp