Mudança climática está aumentando insegurança alimentar. Saiba mais em Convergência pelo Brasil

Mudança climática está aumentando insegurança alimentar

Um relatório recém divulgado pela ONU mostra que o aumento da frequência e intensidade de incêndios, secas e inundações, resultantes das mudanças climáticas, está aumentando a insegurança alimentar.

 

O texto diz que a frequência anual de desastres é três vezes maior do que nos anos 1970 e 80.

 

Agricultores de países pobres e em desenvolvimento são os mais afetados. Entre 2008 e 2018, a agricultura desses países perdeu US$ 108 bilhões em danos ou perda da safra e da criação de animais.

 

A Ásia foi a região mais afetada, com perdas de US 49 bilhões, seguida da África (US$ 30 bi) e América Latina e Caribe (US$ 29 bi).

 

O relatório da ONU avaliou pela primeira vez o impacto dessa perda em termos nutricionais: 6,9 trilhões de quilocalorias destruídas por ano, quantidade necessária para alimentar 7 milhões de adultos por ano. Ou seja, um impacto direto no aumento da insegurança alimentar.

 

O relatório completo, em inglês, pode ser acessado aqui.

GOSTOU? COMPARTILHE:

Compartilhar no email
E-mail
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no google
Google+
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp