nOTÍCIAS E ATUALIDADES

Convergência pelo Brasil, contra a mudança climática

Mudança climática afeta nível de reservatórios de hidrelétricas brasileiras

Mesmo com a atividade econômica fraca e demanda de energia longe do pico, reservatórios de usinas hidrelétricas estão enchem mais. Segundo especialistas, a culpa é o aquecimento global.   “É notório que a velocidade de recomposição dos reservatórios se alterou ao longo do período, não só pelo efeito de menor volume de chuvas, mas também em decorrência do gradual e consistente aumento de temperaturas em razão do aquecimento global, que por sua vez interfere nos dados temporais de evaporação”, diz Adriano Pires, diretor do Centro Brasileiro de Infraestrutura (CBIE).   A afluência que chega às hidrelétricas registrada entre 2016 e 2020 está abaixo da média registrada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) em 90 anos: 85,6% no Sudeste/Centro-Oeste (considerada a principal caixa d’água do país), 49,3% no Nordeste, 88,4% no Sul e 76,2% no Norte.   As informações são do jornal Valor Econômico. O texto completo pode ser acessado

Ex-ministros pedem em carta que o orçamento do Ministério do Meio Ambiente (MMA) seja recomposto

Convergência pelo Brasil pede em carta recomposição do orçamento ambiental

Ex-ministros da Fazenda e líderes do agronegócio enviaram na segunda-feira (15 de março), uma carta ao relator do Orçamento 2021, senador Marcio Bittar (MDB-AC) pedindo a recomposição do orçamento do Ministério do Meio Ambiente (MMA).O Projeto de Lei Orçamentária enviado ao Congresso pelo Executivo sugere o menor orçamento dos últimos 21 anos ao MMA – R$ 1,72 bilhão.   A carta é uma iniciativa da Convergência pelo Brasil, um movimento idealizado pelo Instituto do Clima e Sociedade (iCS) e do Instituto O Mundo Que Queremos.   Abaixo a íntegra da carta.   O Brasil tem sido assolado por altos níveis de desmatamento e queimadas nos últimos anos. Ao mesmo tempo, observou-se a redução do Orçamento Federal disponível para a área ambiental e da execução orçamentária do Ministério do Meio Ambiente.   O cenário descrito acima é tendencial, não uma fatalidade. Pode e deve ser revertido. A condição fundamental para isso,

Derrubada de florestas aumenta 12% em 2020. Saiba mais em Convergência pelo Brasil

Governo do Pará lança fundo para negócios sustentáveis na Amazônia

O governo do Pará publicou na quarta-feira (10), no Diário Oficial do Estado, um edital de chamamento público para selecionar uma organização da sociedade civil para fazer a gestão operacional e financeira do Fundo da Amazônia Oriental (FAO). Trata-se de uma alternativa à paralisação do Fundo Amazônia pelo governo federal.   Em entrevista ao jornal O Estado de S. Paulo, o secretário de Meio Ambiente, Mauro O’ de Almeida, explicou que o novo fundo vai viabilizar ações voltadas para o incentivo a negócios sustentáveis baseados na bioeconomia, a conservação de florestas e o fortalecimento da agenda ambiental e de desenvolvimento econômico nos municípios.   Leia a notícia completa aqui.